Nostalgia: os filmes que marcaram minha infância!

12 de outubro é conhecido como o Dia das Crianças no Brasil. E, como representante brasileiro da equipe do Fala Visual, decidi revisitar o meu passado e trazer, para quem nos acompanha, uma lista pessoal de produções audiovisuais que fizeram parte da melhor fase da minha vida. De favoritos a filmes que me impactaram de maneiras que eu jamais poderia esperar, hoje apresento nove das obras mais significativas da minha infância.

Snow White and The Seven Dwarfs

Um dos passatempos favoritos entre eu, meus irmãos e meus primos, era passar o fim de semana assistindo à fitas VHS na casa dos meus avós maternos. E uma das fitas que mais adorávamos era, sem dúvidas, a de Snow White and The Seven Dwarfs (Branca de Neve e Os Sete Anões). 

O clássico da Disney é um prato cheio para uma criança que ainda experimenta o mundo com frescor e inocência. Há muito o que sentir em Snow White! Esse filme consegue ser, ao mesmo tempo, fofo, bizarro, engraçado e assustador. 

Snow White é realmente icônico, e garanto que todos que assistiram ao filme em suas infâncias ficaram intensamente marcados por alguma cena do filme. Para mim, o destaque fica para a apresentação dos anões. As silhuetas dos sete, orquestradas pelo som das picaretas colidindo contra as paredes da mina, sempre me causaram um misto de estranheza e fascínio ímpares.

The Land Before Time

Este é definitivamente o filme que mais merece uma revisita. Faz muitos anos que não assisto ao longa animado e pouco me lembro dele, além da sensação gostosa de compartilhar o sofá com meus irmãos nas manhãs de sábado!

The Land Before Time (Em Busca do Vale Encantado) é cheio de personagens carismáticas, tem um excelente clima aventuresco e, o mais importante, muitos dinossauros! E isso é realmente relevante para esta lista, pois não havia nada mais incrível no mundo para o pequeno Manoelzinho que os extintos habitantes do planeta Terra. Como era divertido acompanhar Littlefoot (ou Lirofú, como dizíamos eu e meus irmãos) e companhia em sua jornada pelas terras pré-históricas! Mesmo a insuportável personagem Cera não era capaz de estragar a diversão de se assistir a esse filme. E olha que eu detestava ela!

Harry Potter and The Philosofer’s Stone

A franquia Harry Potter foi, e é, muito importante na minha vida. Todos os filmes da série me marcaram muito, especialmente os quatro primeiros. Mas, como representante da franquia nesta lista, vou citar o primeiro dos oito longas produzidos: Harry Potter and The Philosofer’s Stone (Harry Potter e A Pedra Filosofal).

Não só esse foi o filme que me introduziu ao universo bruxo, mas foi também um dos mais assistidos por mim e minha família nos fim de semana na casa dos meus avós. A euforia das partidas de quadribol e o medo das criaturas monstruosas que habitam o castelo de Hogwarts nos faziam pirar! Assistir a Harry Potter era simplesmente mágico, e duvido que quem tenha tido sua primeira experiência com essa série depois de sua infância, tenha sido impactado com tanta potência!

Brother Bear

Imagine o seguinte cenário: tu chega cedo da manhã na escola, entediado só de pensar nas próximas intermináveis quatro horas que vai ter de enfrentar até poder ir para casa. Então, como se anunciasse a melhor notícia que tu poderia ouvir na tua vida, a professora avisa que é dia de filme na escola! Que maravilha!

Brother Bear (Kenai e Koda, ou Irmão Urso no Brasil) foi um dos filmes mais icônicos e emocionantes que assisti na escola. E como assisti, viu? É inacreditável o que minhas professoras gostavam desse filme, passavam para nós o tempo todo! Mas quer saber? Eu não me importava com isso, e assistia todas as vezes com empolgação. E não era pra menos: drama, comédia, músicas contagiantes e visuais incríveis que enchiam meus olhos de CDFzinho de encanto! Brother Bear entregava tudo e mais um pouco!

Tarzan

Mais um pra lista, dentro da lista, de filmes do fim de semana na casa dos avós! Tarzan era simplesmente incrível!

Sensível, porém impressionantemente brutal, o longa da Disney me encantava com seus visuais exuberantes, animação ágil e momentos musicais empolgantes, ao mesmo passo que impactava com a brutalidade de ver um menino órfão em meio a destroços, à mercê de um predador feroz, e o fim violento de um antagonista completamente descontrolado.

Tarzan é um exemplar único no acervo de filmes da Disney. Uma obra brilhante!

Bridge to Terabithia

Este filme foi um soco no estômago. Eu, minha mãe e meus irmãos alugamos Bridge to Terabithia (O Segredo de Terabithia, ou Ponte Para Terabithia no Brasil) na esperança de assistir a uma fantasia leve, divertida e cheia de aventura. Gostávamos muito de Nárnia, e acreditávamos se tratar de algo parecido com isso. Pois bem, acabamos nos enganando.

Bridge to Terabithia é um filme muito melancólico, que mantém seus pés bem firmes no chão. Toda fantasia do longa se fazia presente apenas para ilustrar a imaginação das crianças que conduziam a história. Mas, o que realmente bateu forte e de forma inesperada, foi a conclusão triste e reflexiva que o longa apresenta. Não quero trazer spoilers para quem ainda não conferiu o filme, mas devo dizer que Bridge to Terabithia me fez sentir e questionar coisas que, naquela época, jamais pensei que pudessem me ocorrer. No fim, o filme proporcionou uma experiência complexa que navegou entre a decepção e a reflexão, mas que foi certamente muito rica.

Turma da Mônica em Uma Aventura no Tempo

Algo que sei que divido com a grande maioria dos brasileiros, é o carinho pela Turma da Mônica! Quem cresceu lendo os gibis e assistindo as séries e filmes animados guarda a turminha em um lugar muito especial do coração. E, dentre os diversos filmes produzidos sobre a Mônica e seus amigos, um se destaca: o ambicioso Turma da Mônica em Uma Aventura no Tempo!

Com um excelente senso de humor, Uma Aventura no Tempo é uma jornada grandiosa e criativa repleta de perigos, música e ficção científica! De confusões com o Piteco na pré história, até o icônico confronto com aquela que rouba todos os holofotes do filme para si, Cabeleira Negra, Uma Aventura no Tempo mantém a empolgação do início ao fim, sem nunca perder o ritmo! 

Jurassic Park

O filme favorito da minha infância!

Um enorme e feroz Tiranossauro-Rex! Os incríveis, ágeis e inteligentes Velociraptors! Braquiossauros enormes, amigáveis e resfriados!

Quem se importa com a realização primorosa de Spielberg, ou qualquer aspecto técnico de Jurassic Park? Bom… muita gente. Mas o pequeno Manoelzinho amava esse filme simplesmente por ser um festival de criaturas magníficas e perigosas.

Eu era tão apaixonado por dinossauros que ficava indignado toda vez que meu pai afirmava achar os extintos animais horríveis. Seriamente, quem tem coragem de insultar a beleza desses seres tão encantadores?

Olha só, que coisa mais linda!

Dinosaur

Enfim, o filme que assisti incontáveis vezes sem cansar. Posso imaginar a frustração da minha mãe, que levava a mim e meus irmãos de novo, e de novo até a locadora, só para voltar para casa com o mesmo filme de sempre: Dinossaur (Dinossauro), ou, como nos referiamos ao filme, Aladar!

Dinosaur é daqueles filmes que cheiram à infância. Quando reassisto ao filme, sou transportado diretamente para o passado, e me vejo sentado ao lado de meus irmãos e meus pais mais uma vez. Posso compartilhar de novo com meus manos o medo dos assustadores carnotauros, e divirto-me novamente com as risadas do meu pai, que sempre ria muito dos devaneios da velha dinossaura Eema, que sonhava em refrescar a memória com as águas do vale verdejante que os esperava no fim de sua jornada.

Aladar” não é um primor cinematográfico, mas será para sempre um filme muito querido por mim e, acredito eu, para toda minha família. Sem sombra de dúvidas, se trata do filme mais significativo da minha vida!

Então, aí está! Nove dos filmes mais marcantes da minha infância! Foi muito prazeroso reunir todas estas obras neste texto cheio de carinho, saudade e nostalgia!

Mas, e tu? Alguma destas obras também marcou tua infância? Sinta-se à vontade para compartilhar conosco a tua lista nostálgica de filmes que te marcaram durante essa fase em que tudo era mais simples, e ao mesmo tempo, mais complicado.

Obrigado pela atenção, e Feliz Dia das Crianças!

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *