Cinderella ou uma adaptação bem mais credível do conto de fadas

Gosto de contos de fadas. E, nos últimos anos, este meu gostar tem entrado em choque com o meu ativismo e perceção da fantasia que nos é vendida. Não só pelo facto de perceber que quase todas as histórias de princesas são pouco inclusivas, como também que as suas narrativas são machistas e problemáticas. Por isso, o meu interesse em ver mais uma adaptação da história da Cinderella – sim, mais uma! – não era propriamente dos maiores. Contudo, não obstante, porém, esta Cinderella de Camila Cabello foi um choque que, para minha surpresa, não foi negativo.

Em primeiro lugar, acho importante bolsar algumas coisas que me estavam engasgadas na garganta desde que soube que este musical iria ser feito, então bora lá:

«Mais uma adaptação?! A sério? Qual a necessidade de termos mais um filme da Cinderella quando já existem uns mil e quinhentos?! Porquê Deus, porquê?! E a Camila Cabello no papel principal? Mais uma estrela pop a querer ser actriz…».

Vamos aos factos, não tenho nada contra a Camila e muito menos contra a pobre da Cinderella, mas convenhamos que todos os anos sai uma nova adaptação deste conto e quase todos acabam por cair no esquecimento. Aliás, o último que vi deixou tanto a desejar que jurei para nunca mais. Mas já viram como é a vida? Ela é tão engraçada que cá estou eu a morder a língua, não só por ter visto o filme como também por, acreditem ou não, ter gostado bem mais do que aquilo que o meu ego quer admitir. Realizado por Kay Cannon e tendo Camila Cabello, Idina Menzel e Nicholas Galitzine nos papéis principais, Cinderella é uma lufada de ar fresco no meio de tantas adaptações falhadas deste conto de fadas. E quando digo uma lufada de ar fresco não estou a brincar. Nesta comédia musical vemos uma protagonista representada por uma latina, – que não é loira! – personagens que fogem ao típico padrão estético e de género a que estamos habituados – obrigada Billy Porter e Maddie Baillio – e, para além disso, temos umas reviravoltas que me deixaram extremamente feliz, a pular de alegria e a gritar «FINALMENTE!!!!!!!!»

Já todos conhecem a história da Cinderella: uma jovem que, depois de ficar órfã, fica ao encargo da sua madrasta que a trata como uma gata borralheira, obrigando-a a cuidar da casa. Cinderella ou Ella, sonha com uma vida melhor que poderá ser proporcionada através do casamento com um príncipe encantado. Pois bem, neste filme de Cannon, Ella ambiciona bem mais do que isso: ela não quer um príncipe que a tire daquela vida, ela quer conseguir sair dali com o suor do seu trabalho! Não, não leram mal, é isso mesmo. Esta nova princesa tem sonhos que ultrapassam o matrimónio e ambiciona lutar por eles mesmo que para isso tenha de deixar tudo para trás. Com uma trilha sonora repleta de músicas extremamente conhecidas e que foram adaptadas para o musical, vamos conhecendo as histórias dos nossos protagonistas. Idina Menzel dá vida a madrasta de Ella (confesso que não consigo ouvi-la cantar sem ficar à espera de um “Let it go”, raios partam o raio da Elsa!) e é a “vilã” deste conto que no fundo, no fundo, não tem vilões.

Camila, mundialmente conhecida como cantora, brilha nesta sua estreia como actriz e prova que foi a escolha acertada para dar vida a esta Cinderella. Com uma voz potente e uma atuação credível, ela emociona e faz rir nos momentos certos. Este é o seu filme e ela parece saber disso. Nicholas Galitzine, o tal príncipe encantado, faz um bom trabalho e brilha ao lado de Camila com quem tem uma boa química. Juntos até me conseguiram convencer da história toda do amor à primeira vista e o final dos dois é-me, pela primeira vez, credível.

Kay Cannon faz um excelente trabalho, Cabello impressiona e o filme, mesmo que seja mais uma adaptação dentro das mil e quinhentas que já existem, destaca-se. Com uma trilha sonora bastante interessante e inesperada, protagonistas competentes e uma abordagem bem mais realista, sem perder o pó mágico, esta nova Cinderella é – para meu espanto – necessária.


Cinderella
Cinderela

ANO: 2021

PAÍS: EUA

DURAÇÃO: 1h 53min

REALIZAÇÃO: Kay Cannon

ELENCO: Camila Cabello, Idina Menzel, Nicholas Galitzine, Billy Porter, Pierce Brosnan, Minnie Driver

+INFO: IMDb

Cinderella

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *