“Encanto” é bom, mas não encanta

O filme conta a história dos Madrigal, uma família que vive numa casa mágica num local conhecido como Encanto. A magia deste local deu um dom único a todos os membros da família, desde poder de curar até à capacidade de falar com os animais. A todos, menos Maribel, que lida com o facto de ser posta de lado pela família por não ter nenhum dom mágico. Mas quando ela descobre que a magia que cerca Encanto está a desaparecer, Mirabel decide que ela é a única esperança da sua família extraordinária, mesmo sendo a única sem poderes.

A Disney optou por manter a sua aposta no protagonismo feminino, e continua a acertar em heroínas carismáticas. Mas arrisca e sai da sua zona de conforto ao apostar na história de uma família latina. E o resultado até é bom, mesmo com a demora da aventura para avançar, sendo que o principal defeito é a falta de definição de um foco da história.

A nível técnico o filme é visualmente incrível. As cores, texturas, ambientes e personagens são feitos de um modo fantástico, a fotografia é impressionante e a paleta de cores é muito viva. As músicas surgem de modo bastante orgânico na narrativa, mas muitas vezes arruínam o ritmo da mesma. Mas Lin-Manuel Miranda (“Tick, Tick… Boom!”) fez um trabalho fantástico, e ele deve ter muitas razões para sorrir na entrega dos Óscares em 2022! Sendo que o principal destaque foi a canção original “Dos Oruguitas”, que nos deixa com a sensação de já termos ouvido aquela música em algum lugar…

Mas o grande problema é mesmo o desenvolvimento do guião que foca demasiado na imperfeição da dinâmica familiar. E demora a abordar questões mais importantes como o peso de um legado ou aceitar as diferenças. O que também prejudica é a falta de um vilão, ou antagonista de peso como a Disney nos habituou durante anos e agora parece falhar no quesito, que não nos force a atribuir esse cargo de vilania a personagens que não são vilões, apenas têm um ponto de vista diferente.

O filme acaba por ter alguns pontos positivos, mas não os suficientes para ter mais de 3 Estrelas. Culpem os filmes da Pixar por me habituarem a histórias mais cativantes, ou os da Sony pelos gráficos mais inovadores, mas o novo filme da Disney brilha, mas não o suficiente para encantar.


Encanto
Encanto

ANO: 2021

PAÍS: EUA, Canadá, Reino Unido

DURAÇÃO: 102 min.

REALIZAÇÃO: Jared Bush, Byron Howard.

ELENCO: Stephanie Beatriz, María Cecilia Botero, John Leguizamo.

+INFO: IMDb

Encanto

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *