“Fast 9” aposta na nostalgia e o resultado é… mais um filme igual aos outros!

A saga “Velocidade Furiosa” é, actualmente, uma das maiores sagas de cinema! Aquilo que começou como um filme de corridas de carros, já teve filmes de assaltos, e hoje fixou-se como uma saga de filmes de espionagem. A acção é sempre garantida. E os carros, mesmo tendo sido postos em segundo plano, nunca faltam em nenhum filme.

O mais recente filme da saga, “Velocidade Furiosa 9”, mostra Toretto (Vin Diesel) a viver uma vida tranquila ao lado de Letty (Michelle Rodriguez) e seu filho. Mas torna-se difícil viver o presente tranquilamente quando o passado acelera na nossa direcção. E é isso que acontece quando surge Jacob (John Cena), o irmão de Dom, com planos para destruir o mundo.

Este é aquele tipo de filme que todos saem da sala de cinema a falar mal e a questionarem-se sobre a possibilidade de realizar a maior parte das cenas do filme, na vida real. Mas a verdade é que, filme após filme, a saga tem somado cada vez mais admiradores e dinheiro para os cofres. E agora vou ter de ser mau. Mesmo muito mau. Perdoem-me, o filme ainda vale as 3 Estrelas. Mas como fã da saga desde o primeiro filme, há coisas que não posso deixar de desabafar com vocês.

As cenas de acção, mais especificamente as acrobacias, que já tendiam a ser exageradas em filmes anteriores, neste roçam o ridículo. Exageradas é dizer pouco. Basicamente eles pegaram nas cenas mais ridículas do derivado “Hobbs & Shaw”, que na altura justificaram com a entrega de super poderes a Idris Elba, e usaram-nas. A pergunta é: Desta vez ninguém tem poderes, o que é que aconteceu aqui?

Essa transformação dos protagonistas em heróis impossíveis de ferir ou derrotar, deixa-nos com um sabor amargo. Mas as piadas constantes de Roman (Tyrese Gibson) em relação a isso ajudam-nos a encará-lo de forma um pouco mais divertida. Mas o filme não deixa de errar nesse ponto. Especialmente quando vemos uma saga com 10 filmes, em que apenas houve a morte de um personagem principal e um secundário. Por enquanto. Porque já dois personagens principais foram “mortos” e acabaram por voltar… Mas não estou aqui para criticar a saga como um todo, mas sim o filme. E o filme, mesmo com tantos defeitos, ainda consegue superar os últimos desastres da saga. Claramente melhor que “Velocidade Furiosa 8” e “Hobbs & Shaw”, o novo filme da saga volta a apostar na já repetitiva trama de “roubar um acessório tecnológico que pode destruir o mundo”, usada também no 7 e no 8.

O filme acrescenta mais alguns furos no roteiro á saga no geral, mas nenhuma novidade até aí. Novidade mesmo só a clara aposta na nostalgia dos fãs mais atentos da saga. Isso e os vários flashbacks do passado de Dom, que quase davam para um novo filme, ou quem sabe uma nova saga (Reboot) mais focada nas corridas de rua.

Mas confesso que, embora como fã tenha gostado, me desiludi bastante com alguma dessa nostalgia e easter eggs. Porquê? Porque muitos deles são sem qualquer explicação ou coerência. Alguns são mesmo descarados. Tomem lá mais um bocado de “fan service”. Por exemplo, o regresso de Han é explicado, mas desnecessário. E o regresso dos protagonistas de “Tokyo Drift” ou, para quem já viu “F9”, “os três estarolas” não é explicado, mas é necessário.

Ao ver o filme deparei-me com duas facetas minhas. A de fã da saga que, mesmo triste pelos exageros, gostou da forma como o filme superou alguns dos antecessores. E a de critico cinematográfico, que achou tudo uma palermice exagerada. Um deles queria dar 3.5 estrelas, enquanto o outro não aceitava dar mais de 2.5. Decidi ficar pelo meio. 3 Estrelas é o que dou a este filme!

O filme que aposta em todas as frentes: Romance, drama, acção, espionagem, corridas de carros, aventuras no espaço, comédia, montes de nerd talks, e carradas de fan servisse descarado. “Fast 9” tentou chegar a tudo e todos, e o resultado é obviamente exagerado. Mas não deixa de entreter e divertir durante as mais de 2h de duração. Basicamente é o “Filme absurdamente exagerado mais divertido de 2021”.


F9
Velocidade Furiosa 9

ANO: 2021

PAÍS: EUA, Canadá, Tailândia

DURAÇÃO: 145 min.

REALIZAÇÃO: Justin Lin

ELENCO: Vin Diesel, John Cena, Tyrese Gibson.

+INFO: IMDb

F9

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *