Jungle Cruise: a mistura perfeita de aventura, fantasia, ação e comédia.

O novo filme da Disney, Jungle Cruise, já estreou e as minhas expetativas estavam elevadas. Não por ser a Disney ou porque Dwayne “The Rock” Johnson era o produtor e um dos protagonistas, para vos ser totalmente sincera o Frank – personagem de Johnson – poderia ter sido representado por uma batata que eu continuaria focada em duas pessoas: Emily Blunt e Jake Whitehall. Calma, não quero com isto dizer que uma batata conseguiria substituir o “The Rock”, só quero deixar claro os meus reais motivos para ver a longa-metragem. Realizado por Jaume Collet-Serra, o filme, inspirado na atração turística da Disney com o mesmo nome, é um misto de aventura, fantasia, ação e muita comédia.

No século XVI, conquistadores espanhóis encontraram na Amazónia uma flor capaz de fazer milagres e numa tentativa desesperada de a roubar e levá-la para casa acabaram amaldiçoados…. Pelo menos é isso que diz a lenda que, no início do século XX, Lily – Emily Blunt – quer desvendar. Com o intuito de encontrar a flor para ajudar a salvar inúmeras vidas, a protagonista consegue convencer o seu irmão MacGregor – Jack Whitehall – a ir com ela. Sem medo de nada, ou quase nada, – spoiler alert – Lily e MacGregor viajam até Porto Velho onde conhecem Frank, o capitão que os vai levar até o seu destino final. Obviamente que toda uma boa história de aventura precisa de um vilão a altura e, neste caso, somos presenteados com dois: Prince Joachim – Jesse Plemons – e Aguirre – Edgar Ramírez.

Jungle Cruise mostra ser um tipo de diversão à moda antiga: com muita ação, comédia, fantasia e um excelente elenco, a fusão perfeita para uma saga. Foi-me impossível não o comparar com um Indiana Jones, onde Harrison Ford cede agora o seu lugar a Emily Blunt que, de longe, foi a melhor escolha para o papel. O filme é uma mistura de acertos: quer seja pelo elenco, o argumento, o ritmo bem conseguido, a química de Lily e Frank ou “pants” e “skippy” – ver filme para perceber referência – o timing certeiro das piadas, os vilões – um, Prince Joachim, extremamente caricaturado e outro, Aguirre, digno de um filme de fantasia – ou pela reviravolta interessante, mas nem tudo são rosas.

Ok, há muito tempo que não me divertia tanto, contudo tenho olhos na cara e algumas coisas não me desceram tão bem. Dwayne Johnson… Apesar de ter adorado vê-lo como Frank sinto que, por causa dele, poderiam me ter dito que estava a ver um terceiro Jumanji e, por segundos, eu acreditaria, porque ele parece-me sempre igual, só muda o figurino e o nome do personagem. Para além disto, querida Disney, não tinham budget para contratar actores brasileiros? É que aquele sotaque até agora me está engasgado na garganta!

Mas vá… os seus acertos falam mais alto, bem mais. Plemmons e Ramírez são brilhantes e nunca pensei que a palavra jungle, piadas secas e um primeiro beijo me fossem fazer soltar tantas gargalhadas. E o que dizer da Lily de Emily Blunt? Destemida, corajosa, a frente do seu tempo e sem papas na língua, a nossa “pants” é um ótimo exemplo para as raparigas de todas as idades e uma chapada na cara dos conservadores deste século que, infelizmente, ainda são muitos. E Jack Whitehall? A cereja no topo de um bolo que já estava quase perfeito. O comediante britânico, que tem estado a conquistar o seu espaço em Hollywood, representa não só a leveza do filme como também nos traz representatividade. Mesmo que não digam escancaradamente a palavra gay, vemos em MacGregor a primeira personagem da Disney, pelo menos que eu me lembre, a assumir que o seu interesse está “em outro lado”.

Este, definitivamente, é aquele tipo de filme que irei ver várias vezes. Independentemente de Dwayne Johnson estar a fazer mais do mesmo – o que para uns pode ser bom e para outros péssimo – a história, o humor, Jack Whitehall e, especialmente, Emily Blunt – a estrela suprema do filme – são motivos mais do que suficientes para ver Jungle Cruise.

 


Jungle Cruise
Jungle Cruise: A Maldição nos confins da Selva

ANO: 2021

PAÍS: EUA

DURAÇÃO: 2h 07min

REALIZAÇÃO: Jaume Collet-Serra

ELENCO: Dwayne Johnson, Emily Blunt, Jack Whitehall, Jesse Plemmos, Edgar Ramírez

+INFO: IMDb

Jungle Cruise

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *