O thriller moderno em Missing

A promoção de Missing foi um autêntico mistério. Com marketing muito reduzido, mas com bons resultados de bilheteira, fez o caminho por si, encontrando ou reencontrando o seu público. 

Para quem não sabe, este é um filme no mesmo universo de Searching, de 2018, sendo uma espécia de sequela não relacionada, totalmente independente. Searching – que contava com John Cho no papel principal – falava-nos do desaparecimento de uma adolescente e das buscas incessantes do seu pai para encontrar a filha. Tudo isto era visto através do computador portátil e do ecrã de telemóvel da nossa personagem principal, num muito imaginativo e bem conseguido thriller. Missing inverte a premissa. Agora é uma mãe que desaparece e é a sua filha que tem que investigar o seu desaparecimento utilizando os mais variados recursos tecnológicos à sua disposição. 

Missing é um filme muito parecido com Searching, mas, simultaneamente, diferente o suficiente. O facto de o vermos pela perspetiva de uma adolescente é inovador, uma vez que rapidamente percebemos que a sua relação com as novas tecnologias é mais intuitiva e de menor descoberta. Isso não impede que continue a ser fascinante perceber tudo o que se consegue descobrir através de informação que vamos deixando online sem que sequer nos apercebamos. O mundo à volta da nossa personagem principal também reflete o que é a vida adolescente – confusa, cheia de dúvidas, procurando crescer demasiado rápido numas áreas e querendo continuar com poucas responsabilidades noutras – mas a forma como a nossa personagem principal é construída e interpretada permite rapidamente nos identificarmos com ela, mesmo que sejamos de outra geração . 

No papel de June, a adolescente, está a muito talentosa Storm Reid que começa a ser cada vez mais requisitada para grandes projetos em Hollywood e é fácil perceber-se porquê. Capaz de viajar facilmente entre as irresponsabilidades da adolescência e as responsabilidades de quem tem que ser heroína, Reid sempre entrega o que é necessário para que a sua atuação seja credível e para que torçamos muito pela sua personagem. Como ajudante, ela tem durante grande parte do filme o nosso Joaquim de Almeida que, sim, faz o papel de um colombiano e que até tem oportunidade de dar corpo emocional a uma personagem secundária que poderia ter sido de cartão, como muito estamos habituados. Outra atriz que é sempre um destaque é Nia Long, que aqui interpreta o papel da mãe desaparecida. Sim, é verdade que ela não tem um grande tempo em cena, mas sempre que o faz, mostra que é como o vinho do porto e a experiência fala sempre mais alto. 

Tal como na obra anterior, podem esperar alguns inesperados twists, um ritmo frenético e muita tensão. Não é de admirar. Afinal, quem agora se senta nas cadeiras da realização – Will Merrick e Nick Johnson – foram as pessoas que editaram o primeiro filme, entendendo bem o que contribuiu para o sucesso dessa obra, dando-nos aqui mais do mesmo, ao mesmo tempo que procuram alguma inovação. É, ainda assim, por aí que Missing mais perde. Se não tivéssemos visto antes Searching, seria ainda mais impressionante tudo o que faz. Ao termos visto Searching, a obra perde ligeiramente na competição direta. Isso acontece por já esperarmos muitos dos truques que tem nas mangas e, principalmente, por perder alguma chama no seu ato final comparativamente à obra anterior. 

Independentemente disso, isto é um thriller muito recomendável numa época em que thrillers a recomendar são cada vez menos. É bem escrito, bem interpretado, bem dirigido e bem editado, deixando-nos sempre ansiosos para o que vem a seguir. Embora não tenha a pujança do capítulo anterior, Missing prova que o formato único que utiliza tem ainda muito para dar. 


Missing
Missing - Desaparecida

ANO: 2023

PAÍS: EUA

DURAÇÃO: 111 minutos

REALIZAÇÃO: Will Merrick e Nick Johnson

ELENCO: Storm Reid; Joaquim de Almeida; Ken Leung; Megan Suri; Nia Long

+INFO: IMDb

Missing

Previous ArticleNext Article

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *