No Man of God (ou as diferentes maneiras de violentar o trabalho de um actor)

Luke Kirby é Ted Bundy. Elijah Wood não envelhece. Patrick Nelson Barnes deve para sempre vaguear no desemprego, no que concerne a editar filmes. A realizadora Amber Sealey merece ser a trigésima-primeira vítima declarada de Bundy.

Vergonhoso que a edição, autorizada pela realização, cuspam na cara da melhor prestação do ano para mim até agora. Luke Kirby é arrepiante na forma de como captou a essência de um dos serial killers mais famosos do burgo norte-americano. Há fortes travos de método nas escolhas de representação e consistente entrega das falas, gestos e trejeitos nos diálogos, a colocação da voz e entoação do discurso. Bravo!

Elijah Wood mostra-se novamente em alto calibre apesar de a sua eterna juventude provavelmente o impedir de optar por um mais variado leque de papéis.

Um forte destaque também a Karina Silva por uma filmografia sólida, truncada, esticada, torcida e amachucada pela tal edição que nem queria mencionar mais a custo de imensa bílis que me inunda a boca e me obriga a caretas muito feias enquanto este texto toma forma.

A sonografia faz o que pode para ligar este projecto de edição de 5º ano de EVT e dá tanto mais brilho aos planos fixos entre Luke Bundy e Elijah Wood. É uma equipa composta por 8 pessoas, portanto dêem o pulinho básico ao IMDB e ficam inteirados destes profissionais de excelência.

Este filme tem uma hora e quarenta minutos de rodagem, o que é um bálsamo. Não estica o tema mais do que deve quando não tem mais o que dizer sobre este assassino tão célebre e muitas vezes explorado em documentários e outros filmes. Zac Efron vê mitigadas quaisquer esperanças de uma sequela daquela coisa que fez em 2019 onde teve a audácia de achar que era digno de se inferir que aí representou Ted Bundy.

São 2 estrelas bem aplicadas a No Man of God onde reitero: uma delas é para Luke Ted Kirby Bundy, meia estrela é para Elijah Wood e a meia estrela restante vai para a filmografia e sonografia. O resto estaria espalhado em diferentes matagais, quais membros decepados da senhora realizadora e do senhor editor.


No Man of God
No Man of God

ANO: 2021

PAÍS: EUA

DURAÇÃO: 100 min.

REALIZAÇÃO: Amber Sealey

ELENCO: Elijah Wood, Luke Kirby, Robert Patrick

+INFO: IMDb

No Man of God

Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *