Corrida aos Óscares ’23 – Sindicatos de Atores e Realizadores: Os Nomeados

É uma das semanas mais importantes em termos de premiações e percursores aos Óscares. Depois dos vencedores dos Globos de Ouro, há importantes nomeações em vários prémios da Indústria.

Hoje foi a vez do Sindicato dos Atores e do Sindicato dos Realizadores anunciarem os seus nomeados com a grande maioria dos favoritos a não falharem a entrada nas listas.

Sindicato dos Realizadores (DGA)

Melhor Realizador:

Todd Field, TÁR
Joseph Kosinski, Top Gun: Maverick
The Daniels, Everything Everywhere All at Once
Martin McDonagh, The Banshees of Inisherin
Steven Spielberg, The Fabelmans

Nomeações previsíveis. Como anteriormente dissemos, The Fabelmans, Everything Everywhere All At Once e The Banshees of Inisherin parece que irão mesmo discutir os prémios principais nos Óscares deste ano e os seus realizadores estão todos nomeados para esta premiação. As outras duas nomeações são também para filmes certos nessa luta. Continua Spielberg a ser o favorito? Podem os Daniels voltar a surpreender com um filme que poucos previam que chegasse com esta força à época de premiações? Será que o amor da indústria e crítica por Banshees of Inisherin o suficiente para que McDonagh receba o devido reconhcimento?

Todd Field, com Tár, tem visto o seu reconhecimento ser dividido entre argumento e realização e pode mesmo ser nomeado em ambas as categorias nos Óscares. Joseph Kosinski consegue uma importante nomeação que mantém bem acesa a chama de Top Gun: Maverick e…diminui a chama de James Cameron e o seu Avatar. Acreditamos que nesta categoria só haja espaço para um blockbuster nos Óscares, mas veremos…

Na categoria dos realizadores estreantes, destaque para Charlotte Wells e o seu Aftersun, filme com um número significativo de fãs e que pode surpreender nas nomeações aos Óscares.

Sindicato dos Atores (SAG)
O dia começou com o a notícia de que a Netflix irá a partir de agora transmitir a cerimónia. Este ano fica-se pelo seu canal do YouTube. A partir do próximo ano será nos seus serviços de streaming globalmente. Será que conflitos de interesse não poderão falar mais alto?
Quantos aos nomeados, há poucas, mas algumas surpresas (e algumas de…filmes da Netflix). Deixemos as séries televisivas de lado, pois neste artigo o que vamos analisar é o impacto que estas nomeações podem vir a ter na corrida aos Óscares deste ano.

Elenco
Esta é a categoria que muitos vêem com correlação com a categoria de Melhor Filme dos Óscares. Com alguma razão. Afinal vale lembrar que a vitória aqui poderá ter sido fundamental para a grande vitória de Parasite nos Óscares de 2020. Assim sendo, estão aqui presentes os claros favoritos: The Fablemans, EEAAO e The Banshees of Inisherin. Women Talking e Babylon têm aqui duas importantes nomeações que voltam a colocá-los na rota da nomeação à categoria maior dos Óscares que contará com 10 filmes.

Ator
A batalha entre Austin Butler (Elvis), Colin Farrell (Banshees) e Brendan Fraser (The Whale) parece certa para os Óscares. Os três conseguem a nomeação aqui e o quarto lugar parece ser de Bill Nighy (Leaving) que tem o respeito de toda a indústria e tem acumulado importantes nomeações. A grande surpresa aqui é mesmo a inclusão de Adam Sandler (Hustle). Esta quinta vaga parece muito em aberto no que diz respeito aos Óscares e é impossível prever quem será o nomeado com nomes como Tom Cruise (Top Gun: Maverick), Paul Mescal (Aftersun) e Diego Calva (Babylon) na luta.

Atriz 
 A grande surpresa é a ausência de Danielle Williams (The Fablemans). Muitos consideram que a atriz está a fazer campanha na categoria errada – deveria estar na secundária – e isso poderá estar a prejudicar a sua corrida. Ainda assim, as duas grandes favoritas da categoria estão presentes e o duelo entre Cate Blanchett (Tár) e Michelle Yeoh (EEAAO) deverá mesmo ser até ao final. Blonde é um filme odiado por muitos, mas Ana de Armas parece também cada vez mais certa na corrida a uma nomeação aos Óscares e a incrível prestação de Daniel Deadwyler em Till merece finalmente o seu devido reconhecimento. Viola Davis consegue aqui uma importante e justa nomeação por The Woman King e deverá estar entre as cinco dos prémios da Academia.

Ator Secundário 
Isto é a categoria Ke Huy Quan (EEAAO) e nada deverá mudar isso. Tem ganho praticamente tudo por onde passa e assim deverá continuar ser até aos Óscares. Os outros competem pela nomeação e Brendan Gleeson (Banshees of Inisherin), Barry Keoghan (Banshees of Inisherin) e Paul Dano (The Fabelmans) parecem estar todos em boas posições para serem nomeados aos Óscares. Eddie Redmayne foi a maior semi-surpresa, mas sabe-se que a sua prestação foi muito elogiada em The Good Nurse e, quem sabe, se não teremos os mesmos cinco entre os nomeados aos Óscares. Brad Pitt (Babylon), Tom Hanks (Elvis) e Judd Hirsch (The Fabelmans) estão à espreita.

Atriz Secundária
A categoria de atuação mais equilibrada da temporada será disputada por muita gente logo para se conseguir uma nomeação, sendo totalmente imprevisível quem é neste momento a favorita. Ainda assim, entre as mais nomeados, há três que se repetem com mais frequência. Angela Bassett (Black Panther: Wakanda Forever), Jamie Lee Curtis (EEAAO) e Kerry Condon (The Banshees of Inisherin) parecem ter as maiores probabilidade de sucesso. Stephanie Hsu e Hong Chau conseguem necessárias nomeações e uma delas poderá estará entre as cinco dos Óscares, mas não acreditamos que ambas estejam. Entre as que estão à espreita estão Dolly de Leon (Triangle of Sadness), Janelle Monae (Glass Onion), Carrie Mulligan (She Said), Keke Palmer (Nope), Jessie Buckley (Women Talking), Claire Foy (Women Talking) e Nina Hoss (Tár).
Previous ArticleNext Article

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *